Slider

Música, capoeira e jogos lúdicos animaram a manhã de dezenas de crianças das turmas vencedoras do torneio “Águas Sem Fronteiras”, que teve como principal objetivo alertar os mais novos para a importância da água e da sua preservação. 

A grande festa realizou-se esta quarta-feira, 8 de Junho, Dia Mundial dos Oceanos, na praia da Gaivota, em Quarteira, onde se juntaram os alunos e professores das seis turmas vencedoras do concurso organizado pela Águas do Algarve: equipa “Os Criativos” do 5.º ano da Escola Básica de São Vicente, Vila do Bispo; equipa “100Água” do 9.º ano da Escola Básica de Castro Marim; equipa “As Gotas” do 2/3.º ano da Escola Básica J.I. 1º Ciclo D. Francisca de Aragão, Loulé;  equipa “Os Pocinhas” do 4.º ano da Escola Básica nº 4 de Olhão; equipa “7ºG Tecno” do 7.º ano da Escola Básica Tecnopolis, Lagos; e SL-3B da EB1 de São Luís, Faro.

Do 1.º ao 3.º ciclo, todos os alunos algarvios foram convidados a realizar uma peça publicitária que alertasse a comunidade para as questões associadas ao uso eficiente de água, tendo sido entregues quase duas centenas de trabalhos.

Destes 200, destacou-se a equipa «Os Pocinhas» do 4.ºA da Escola Básica n.º 4 do Concelho de Olhão, que foi a vencedora do grupo do 1.º ao 5.º ano de escolaridade, e o 7ºG, da Escola Básica Tecnopolis de Lagos, do grupo do 6º ao 9º de escolaridade.

«O mais importante desta iniciativa foi os alunos aprenderem medidas para poupar água e como é importante a água no nosso planeta. No meio da brincadeira e dos trabalhos, eles conseguiram assimilar melhor esse conteúdo e ficaram muito contentes por ter ganho», afirmou a professora Leonor, da Escola Básica n.º 4 do Concelho de Olhão, ao Sul Informação.

 

Iniciado em 2019, este projeto teve que esperar pelo ano letivo 2021-22 para poder dar continuidade à sua concretização, devido ao aparecimento da pandemia.

Contou, desde o início, com a participação de 16 alunos e 4 professores dos 3 países envolvidos: a Escola EBI/JI José Carlos da Maia, em Olhão; a Escola Secundária “Salesian High School”, em Lodz, na Polónia e a Escola básica “Collège du 14ème”, em Le Tampon, na Ilha da Reunião.

Os seus prinicipais objetivos incidiram nomeadamente na promoção da cooperação entre os pares, no desenvolvimento das competências artísticas e linguísticas dos alunos e no contributo de um diálogo que os encoraje a refletir sobre o lugar que ocupam não só na sociedade em que estão inseridos, como também no seio da comunidade europeia.

As atividades do projeto consistiram numa partilha regular dos diversos materiais elaborados pelos alunos dos 3 países (áudios, vídeos, fotos e apresentações) através da plataforma Etwinning e em ensaios semanais da prática artística coletiva em cada um dos estabelecimentos de ensino.

Para permitir a realização de ensaios conjuntos e o intercâmbio de experiências artísticas e culturais, realizaram-se 3 mobilidades de aprendizagem ao longo deste ano: entre os dias 21 e 27 de março, os participantes da Polónia e da Ilha da Reunião estiveram presentes na nossa escola e visitaram a nossa cidade; de vinte e três de abril a um de maio, deslocámo-nos a Lodz, na Polónia e, finalmente, entre os dias vinte e oito de maio e cinco de Junho, viajámos até Le Tampon, na Ilha da Reunião.

A conclusão do projeto culminou no dia 1 de junho, no Teatro da cidade de Saint-Pierre, com um magnífico espetáculo que juntou e combinou as raízes musicais e folclóricas dos três países e que foi grandemente elogiado pela comunidade educativa reunionense que àquele assistiu, comprovando, assim, a possibilidade da existência de uma cultura europeia unida e solidária.

Além de destacar a excelente prestação dos alunos na performance e o empenho, envolvimento e dedicação que todos revelaram ao longo do projeto, não nos podemos esquecer do convívio saudável e enriquecedor que se estabeleceu entre os participantes dos vários países e da colaboração de todos os Encarregados de Educação, nomeadamente na confeção e partilha de pratos típicos do seu país, pelo que asseguramos que esta fantástica experiência ficará gravada no percurso escolar dos nossos alunos e consistirá, sem dúvida, numa mais-valia para as suas vidas futuras.


A coordenadora do projeto
Celina Pereira

Com quase duas centenas de trabalhos recebidos no âmbito do Desafio:” ÁGUAS SEM FRONTEIRAS” foi uma árdua tarefa para o júri da Águas do Algarve selecionar apenas um vencedor em cada categoria.

Assim, com base na criatividade, pertinência e qualidade do trabalho apresentado destacou-se a equipa “Os Pocinhas” do 4ºA da Escola Básica n.º 4 do Concelho de Olhão que foi a vencedora do primeiro grupo, do 1º ao 5º ano de escolaridade.

A Águas do algarve atribuiu 10 menções honrosas aos participantes onde se destaca a Equipa: “Os Cristalinos” do 4ºC, da escola Básica nº4.

No dia 8 de junho, Dia Mundial dos Oceanos, na praia da Gaivota, em Quarteira, entre as 10h00 e as 13h00, teve lugar a entrega de prémios do Torneio Águas Sem Fronteiras, cujo evento reuniu cerca de duas centenas de crianças/jovens e adultos, que antes de serem galardoados participaram em muitas atividades divertidas e cheias de conhecimento, tudo numa organização da Águas do Algarve em parceria com o Município de Loulé e com a Junta de Freguesia de Quarteira.

Veja as fotos do evento:

https://www.sulinformacao.pt/2022/06/a-brincar-criancas-celebraram-a-agua-e-a-importancia-de-a-poupar/

No dia 8 de junho comemorou-se o Dia Mundial dos Oceanos e este ano letivo o Agrupamento muito tem contribuído para esta causa com o nosso Projeto "Por mais Oceano". 
Propomos que o próximo dia 14 de junho (terça-feira) seja o Dia dos Oceanos ou o Dia Azul do nosso Agrupamento e vamos TODOS trazer uma peça de roupa azul.
 
 "Garantir oceanos saudáveis e produtivos é a nossa responsabilidade coletiva, que só podemos cumprir trabalhando em conjunto."
 Dr. António Guterres (Secretário Geral da ONU)
 8/06/2022
 
 
Vamos Votar  no "Por mais Oceano" .